Vida de Advogado. Maiores medos 3 – Falta de tempo.

 

 

Falta de tempo.

Amigos(as) advogados(as) você já parou para pensar em quais são seus maiores medos na advocacia? Todos nós temos receios, medos, algo que nos atormenta.

O projeto ADVOCACIA DE SUCESSO, que é um treinamento de alta performance, objetiva justamente fazer com que você saiba lidar com suas preocupações e superá-las.

MEDO 3

       De não sobrar nenhum ou pouquíssimo tempo para me dedicar à família e à vida social, pois, sendo eu um prisioneiro do trabalho, acabo não sendo feliz.

Este é verdadeiramente um medo que muitas profissionais possuem e, inclusive, o advogado de sucesso! Até porque, quanto mis clientes e responsabilidades você tiver, menos tempo terá para gozar de outros momentos que lhe trariam felicidade.

         E, de fato, o que adianta ser bem sucedido e não ter tempo para ser feliz, para se dedicar à família, para viajar, para poder gastar o dinheiro suado que você conseguiu na advocacia?

         Logo, apresento algumas sugestões que você pode ou não acatar, fique à vontade em relação a isso!

         Uma solução é ter seu escritório organizado, suas atividades organizadas, fazer um planejamento estratégico e compatível com o seu horário de trabalho para que você renda bem durante o período que estiver trabalhando e voltar para casa sem levar serviços para lá.

         Aliado a isso, podemos acrescentar que você deve articular bem seu escritório, fazendo um roteiro ou manual de como deve ser o concatenamento de atos referentes a um cliente, como, por exemplo, você fechou o contrato com o cliente. Show! Parabéns. Agora se pergunte: trata-se de demanda que eu nunca fiz e é mais complexa ou de demanda que já tivemos a oportunidade de trabalhar em casos similares ou iguais.

Bom se você perceber que é algo mais complexo e que só você conseguiria fazer com maestria a petição, tudo bem, coloque em seu planejamento estratégico e separe um tempo para fazê-la. Inclusive recomendo que você faça a inicial neste caso e peça para que um advogado da equipe leia com atenção a petição e organize os documentos que devem subsidiar a exordial.

Após este trabalho certamente aquele advogado passará a ter um domínio sobre aquele tema e você, em outros casos, já poderá delegar este tipo de ação a àquele advogado.

         É claro que da primeira vez você vai conferir se o advogado a quem você delegou a função de organizar os documentos da demanda de fato o faz corretamente e caso negativo chamá-lo para mostrar os equívocos para que não acontece mais.

         Por outro lado, caso tudo tenha sido feito corretamente, reconheça o trabalho e diga ao colega que ficou ótima a organização do material. É muito comum que só vejamos os defeitos e erros das pessoas e as critiquemos. Não cai nesta cilada que é meio automática. O reconhecimento e gratidão irão imbuir naquele advogado(a) o prazer de querer ser cada vez melhor e se sentir mais feliz em fazer parte da equipe, bem como se sentir mais orgulhoso de sua atuação e profissão.

         Outra coisa é, em sendo um tipo de processo que os demais advogados já tenham trabalhado em processos iguais ou similares, delegue a função de fazer esta petição a ele e depois ou um diretor jurídico de sua equipe revise ou, caso você não tenha, você mesmo faça uma revisão.

         Em outras palavras: estamos falando em delegar funções! Não seja uma pessoa centralizadora de tudo, pois, caso contrário, qual o sentido de você ter uma equipe? Mas ninguém é melhor do que eu! Tudo bem, então ensine o outro advogado(a) a entender do assunto, divida o seu conhecimento.

         Por fim, seja você ou qualquer membro de sua equipe, tenha bom conhecimento da matéria, seja uma autoridade na mesma, pois com maior rapidez e facilidade, sem perder a qualidade, você fará um trabalho incrível.

          De todo modo, a organização é tudo. Tenha algum programa, mesmo que seja um Excel, para que todos da equipe saibam quais processos cada um está trabalhando e organize os prazos finais de entrega do trabalho, de revisão e de protocolo.

         Tenho certeza de que se você seguir algumas destas considerações, você, certamente, irá obter mais efetividade em seu trabalho e como recompensa mais tempo para usufruir com sua família, fazer o esporte que quer, viajar etc.

SOBRE O AUTOR

Me chamo Alessandro Dantas, tenho 40 (quarenta) anos, me formei há 16 (dezesseis) anos e meu currículo pode se resumir da seguinte forma:

Sou especialista e mestre na área de Direito Público;

Tenho 18 (dezoito) livros publicados ligados ao Direito Administrativo;

Mais de 50 (cinquenta) artigos jurídicos publicados sobre o tema que atuo;

Coordeno, junto com dois outros profissionais de elite, uma coleção de livros jurídicos para uso profissional que terá mais de 50 (cinquenta) volumes;

Já concedi dezenas de entrevistas para diversos segmentos da mídia nacional (seja por rádio, televisão e jornal impresso), muitos facilmente encontrados na internet;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior de Advocacia do Estado do Espírito Santo;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior do Ministério Público do Estado do Espírito Santo;

Sou professor de Direito Administrativo da Escola Superior da Magistratura do Espírito Santo,

Sou professor de Direito Administrativo de renomados cursos preparatórios nacionais para concursos de carreiras jurídicas;

Fui coordenador e palestrante do Congresso Brasileiro de Concurso Público, do Seminário Avançado de Processo Administrativo Disciplinar e ministro e já ministrei diversas palestras nos maiores congressos sobre gestão pública do País

E, o mais importante, advogo para mais de 2.000 (duas mil) pessoas que são clientes de todos os Estados da Federação e já ganhei muitas causas bem complexas relacionadas à minha área de atuação.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Scroll Up